terça-feira, 14 de julho de 2009

Fazendo diferente.

Essa minha cabeça-dura, minha não, nossas.Os conflitos vêm e ninguém quer ceder e então vem a distância.Cada um pro seu lado com mágoa.
Em qualquer relacionamento, seja ele duradouro, com laços fortes como o familiar, o amoroso ou até mesmo aquele de 5 minutos, merece nossa atenção.Nos dias de hoje, o tempo como dizem, é algo precioso que não pode ser desperdiçado e quando esse está em jogo, a impaciência aparece em qualquer desarmonia.Por acumulação dessas desarmonias e somado às incompreensões, que acredito na verdade: "a solidão é o mal do século".
A gentileza dá lugar ao orgulho e assim nesse círculo vicioso, perdemos amigos, sorrisos, boas conversas e então perdemos o sentido.
Se nada vai bem, é sinal de que está na hora de mudança.Por que não tentar outra maneira?E se respirarmos fundo e ao invés de soltar aquela frase afiada na ponta da língua, abrirmos um sorriso?É tudo questão de dar o primeiro passo.Acreditar na mudança e no bem que ela pode trazer.


Somos instantes, palavras, poesia
Dois delirantes ficando reais
Distantes demais
- Lenine

2 comentários:

Lee C. disse...

as vezes o orgulho é o pior dos defeitos humanos

lalah disse...

Eu tenho passado muito por isso. Impaciencia a flor da pele, briagndo, perdendo momentos legais com meus amigos por isso... Mas ainda bem que eu tenho um namorado extremamente paciente que me ajuda a passar por isso e tenta me acalmar