terça-feira, 12 de maio de 2009

"Na amnésia dos últimos dias, percorro meu itinerário vagando pelos labirintos da mente. Nos espaços vazios dos territórios ulteriores mergulho, me perco. E quanto mais me perco mais me encontro livre. Na vertigem da infinidade de novos mundos conhecidos a amnésia me liberta dos preconceitos passados. A memória é paralisia. Lanço minha âncora ao vento, sem ponto de partida ou chegada. Clandestino, passageiro, minha história é o presente."

Confúcio
É tudo o que eu diria para descrever a fase atual da minha existência.Ando tão desligada desse mundo exterior e cada vez mergulho mais fundo nesse mundo tão complexo e simples ao mesmo tempo que é "o mais além" de tudo que é definido como concreto e tangível.Tanto que chego a estar cada vez mais abstrata e incompreensível na forma de me expressar.
Sem mais explicações que não explicam nada...

3 comentários:

lalah disse...

Bom, o mundo hoje é complicado, por isso, as vezes é mais argadavel ir para um mundo mental e deixar tudo de lado. Mas precisamos desse mundo, nascemos nele, pertencemos a ele e ele nos pertence. E há pessoas nele que precisam da gente. Portanto, vague no seu mundo mental, só não deixe que isso te prejudique. Melhor que isso, tente usá-lo ao seu favor :D

Lee C. disse...

desligar-se desse mundo as vezes é fundamental, mas não se esqueça de viver a realidade, pq o tempo passa muito rapido, sua história é o presente ;*

Nayara disse...

Temos q viver o presente o real e ao mesmo tempo tirar um tempo de tudo isso!! vc ta certa!!
te indiquei a ganhar dois selinhos depois passa no meu blog pra pegar!
bj